quinta-feira, 27 de agosto de 2009

A minha pele preta...

Preta é a cor da pele que oculta o coração
Que bate em meu peito de um jeito todo seu,
Preta como o asfalto onde roda o pneu...
Preta como a madeira reduzida a carvão...

Como a tinta da caneta que escrevo no papel
Os versos que faço e faço minhas assinaturas,
Como as penas do urubu que voa nas alturas
Decifrando os mistérios dos caminhos do céu.

Como a nuvem densa, imensa, quase sem fim,
Que desaba e sepulta nossos sonhos ilusórios,
Como o luto que veste as viúvas nos velórios,
Como a cor do café servido nos botequins.

Ah! Esta linda pele preta que Deus me deu
Em tonalidades que eu não sei descrevê-las,
É como a noite em que no céu não há estrelas,
Como o cerne do ébano, como a cor do breu...

É por esta pele preta, cheirando a melanina,
Que a sociedade hipocritamente me discrimina
Desde a minha gestação no materno ventre...

Sob a pele preta que vestem os irmãos meus,
Escondem-se seres humanos criados por Deus
Que querem apenas ser tratados como gente!
----------------------------------------------------------
Autoria: Agenor Martinho Correa

Um comentário:

  1. Declare sua cor: Etnia29 de dezembro de 2010 10:07

    Interessante. A minha bisavó era de cor preta. Antes poderíamos dizer que a pessoa era de cor preta, já hoje não. Se diz negro. Uma atriz global fez uma propaganda e incentiva que as pessoas declaram a cor como: BRANCA, PRETA, PARDA, AMARELA e INDÍGENA. A cor preta e negra deve ser um mal entendido. O mesmo acontece com os indígenas. São indígenas ou de pele vermelha? Claro, temos que saber como dizer se a pessoa é preta. DECLARE SUA COR: BRANCA, PRETA, AMARELA, PARDA e INDÍGENA (ou vermelha)

    ResponderExcluir

 
Creative Commons License
Preta é minha cor! by Nabby Clifford is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License. BlogBlogs.Com.Br Add to Technorati Favorites